Nº 1295 ano 2018
Data:

Principal Centro e Sul do estado


Ação da Polícia Civil prende 32 pessoas acusadas de tráfico e homicídio

Participaram da operação, 120 policiais civis, que cumpriram 34 mandados de prisão, busca e apreensão nos municípios de Palmas, Porto Nacional, Formoso do Araguaia e Dueré, nas regiões Central e Sul do Estado.

Por: Divulgação
Publicada em: 02/02/2018 17h02min
Atualizada em: 02/02/2018 17h03min
Foto: Divulgação
Foram efetuados também 15 autos de prisão em flagrante, além da apreensão de sete armas de fogo, materiais entorpecentes do tipo à maconha, crack e cocaína, balanças de precisão e aparelhos celulares

Uma ação da Polícia Civil no Sul do Estado resultou na prisão de 32 pessoas durante as primeiras horas desta sexta-feira, (02). Participaram da operação, 120 policiais civis, que cumpriram 34 mandados de prisão, busca e apreensão nos municípios de Palmas, Porto Nacional, Formoso do Araguaia e Dueré, nas regiões Central e Sul do Estado. Entre os acusados, foram presos integrantes de facções criminosas presentes em outros estados brasileiros.

Denominada Operação Adiposa, a ação policial ganhou esse nome devido a relação de contato entre os acusados. A polícia acredita que todos se conheciam e controlavam o tráfico de drogas na Capital e em municípios no Sul do Estado. Um dos membros do grupo inclusive é acusado de ter cometido dois homicídios. Ainda na operação, os policiais prenderam Francisco Ribeiro Neto, vulgo Netão, acusado de tráfico de drogas e assalto a bancos. O bandido era considerado um dos alvos da operação.

Na ocasião, 32 pessoas foram presas em cumprimento de mandados de prisão temporária e nos mesmos procedimentos, foram efetuados também 15 autos de prisão em flagrante, além da apreensão de sete armas de fogo, materiais entorpecentes do tipo à maconha, crack e cocaína, balanças de precisão e aparelhos celulares. Ainda nas apreensões foram identificados pescados de origem suspeita, além de uma motocicleta com documentação clonada. 

De acordo com o delegado Rafael Falcão, responsável pela operação, as investigações iniciais apontaram para uma interrelação entre os acusados. “Logo no início verificamos uma intensa relação entre os acusados, principalmente em Formoso do Araguaia, o que evoluiu para um grande número de investigados”, afirmou.

*Operação*

A Operação Adiposa, sob responsabilidade da Delegacia Especializada em Investigações Criminais, Núcleo Sul - (DEIC Sul), representa trabalho conjunto da Polícia Civil em todo o Estado, com participação essencial do Grupo de Operações Táticas Especiais - GOTE, das Delegacias Especializadas na Repressão à Narcóticos - DENARC e de Investigação Criminal de Palmas (DEIC Palmas), das Delegacias de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Gurupi e de Porto Nacional, da Delegacia Regional de Polícia de Porto Nacional (4ª DRPC), das Delegacias de Polícia Civil de Lagoa da Confusão, Pium, Peixe e Figueirópolis, além de policiais civis das 1ª e 2ª Delegacias Circunscricionais da Capital. 

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins