Nº 1292 ano 2018
Data:

Principal Polícia Civil


Atualização da Operação Jogo Limpo é dovulgado

A última prisão temporária cumprida no curso da Operação Jogo Limpo foi encerrada na noite dessa segunda-feira (05), com a liberação de Marcelo Marques de Lima.

Por: Divulgação
Atualizada em: 06/03/2018 16h35min
Foto: Divulgação
O próximo passo da operação consiste no aprofundamento da  análise das informações obtidas através dos interrogatórios dos 23 presos temporários, assim como dos exames periciais, ainda em confecção pelos peritos oficiais

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia Especializada na Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública - DRACMA, informa que a última prisão temporária cumprida no curso da Operação Jogo Limpo foi encerrada na noite dessa segunda-feira, 5, com a liberação de Marcelo Marques de Lima.

Marcelo foi devidamente ouvido, também nessa segunda, pelas autoridades policiais da Dracma, que, decidiram pela desnecessidade do requerimento judicial de prorrogação do prazo da medida de restrição a liberdade, diante dos esclarecimentos prestados pelo interrogado.

O próximo passo da operação consiste no aprofundamento da  análise das informações obtidas através dos interrogatórios dos 23 presos temporários, assim como dos exames periciais, ainda em confecção pelos peritos oficiais.

Segundo o delegado titular da especializada, "essa fase de análise é fundamental para o direcionamento preciso e eficiente das investigações sobre o esquema criminoso atuante na Fundesportes (gestão Cleiton Alen) e na antiga Secretaria de Governo e Relações Institucionais (gestão Adir Gentil) do município de Palmas".

Relembre a Operação

No dia 26 de fevereiro, Mais de 100 policiais civis participaram de ação conjunta nas cidades de Palmas, Paraíso, Nova Rosalândia, Miracema e Paranã, visando a desarticulação de organização criminosa especializada em lavagem de dinheiro através de entidades sem fins lucrativos e empresas fantasmas.

Em poucas horas, foram cumpridos 22 mandados de prisão temporária e 33 mandados de busca e apreensão. 

Na oportunidade, Marcelo Marques de Lima e Euzébio Resplande Montelo não foram capturados. Este último, teve em seu favor pedido de revogação da medida cautelar pelas autoridades policiais, por entenderem inexistir indícios de seu envolvimento nos crimes, após diligencias que só puderam ser realizadas com o cumprimento dos mandados judiciais. Marcelo, por sua vez, apresentou-se a Polícia Civil no dia 1 de março, sendo, então recolhido a Casa de Prisão Provisória de Palmas.

O objetivo desta fase da Jogo Limpo é a atuação dos envolvidos na Fundação Municipal do Esporte e Lazer - FUNDESPORTE, onde, supostamente, associações e federações esportivas foram utilizadas para desviar dinheiro público por meio de repasse de subvenções sociais para o esporte e lazer.

Com liberação  de Marcelo Marques de Lima, todos os presos, temporariamente, aguardarão a finalização do procedimento em liberdade.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins