Nº 1294 ano 2018
Data:

Principal 08 de março


Campanha destaca força e protagonismo da mulher

A campanha traz como mote o tema: “Mulheres de fibra. A força delas inspira um Tocantins melhor a cada dia”, e mostra o depoimento narrando trajetórias de sucesso.

Por: Divulgação
Atualizada em: 12/03/2018 15h19min
Foto: Divulgação
Noêmia Ribeiro da Silva, “Doutora"

As peculiaridades, o pioneirismo e as histórias de luta das mulheres tocantinenses estão sendo destacados em vídeos produzidos e divulgados pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom), como ação das comemorações referentes ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março. A campanha traz como mote o tema: “Mulheres de fibra. A força delas inspira um Tocantins melhor a cada dia”, e mostra o depoimento narrando trajetórias de sucesso.

“Um dos elementos que nos nortearam nesta campanha foi o protagonismo que a mulher tocantinense possui na nossa sociedade. Seja no Governo, e aqui podemos citar a deputada federal e primeira-dama, Dulce Miranda, da vice-governadora Claudia Lelis, e das mulheres que ocupam espaço de destaque em toda a gestão, ou mesmo em outros segmentos da sociedade. O governador Marcelo Miranda é sensível em relação a isso e nos delegou que exaltássemos nesta campanha a força, garra, coragem e histórias de luta de mulheres que são símbolos de inspiração para todos nós”, explicou a titular da Secom, Kênia Borges.

Os vídeos com as histórias na íntegra estarão disponíveis nas redes sociais oficiais do Governo do Tocantins e também veiculadas nos meio de comunicação do estado.

Ana Maria Guedes
No vídeo protagonizado pela diretora de Políticas para Mulheres da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Ana Maria Guedes Vanderlei, ela narra o esforço que teve para criar seus filhos mesmo ficando dois anos sem emprego.

"Inicialmente, eu fiquei dois anos desempregada, com três filhos, sem receber nenhum mês pensão alimentícia. Eu criei meus filhos sozinha, sem ajuda de ninguém. E a minha história coincide muito com a de muitas mulheres tocantinenses", relatou Ana Maria.

A diretora da Seciju tem um forte trabalho desenvolvido no Tocantins em prol dos direitos das mulheres. Uma das principais bandeiras que ela levanta é na questão do combate aos crimes cometidos, como o femicídio (sinônimos para a morte de mulheres em razão de seu sexo), e na proteção da identidade das vítimas.

Noêmia Ribeiro da Silva
Já a artesã da Comunidade Mumbuca no Jalapão, Noêmia Ribeiro da Silva, conhecida como “Doutora”, falou sobre a história da sua mãe, Dona Miúda, a matriarca do povoado.

“A minha mãe foi uma mulher guerreira e sempre se preocupou com o bem-estar da comunidade. Mulher de sonho, humildade e exemplar. A gente olha para os quatros cantos da comunidade e ver o caráter da minha mãe. Ela aprendeu com a mãe dela a cultivar o capim dourado e eu aprendi com ela a fazer essa linda arte. Esse recurso é uma herança fundamental, o capim dourado é tudo para nós”, disse Noêmia.

Francisca Marta Barbosa
A diretora de Sociobiodiversidade da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seagro), Francisca Marta Barbosa dos Santos, tem um sólido trabalho desenvolvido com as mulheres do campo. No seu depoimento, ela falou sobre a importância dessa função na área rural.

“Vim conhecer o Tocantins em 1988, e fui convidada a ensinar na Unitins [Universidade Estadual do Tocantins] e, após dois anos, eu passei no concurso como engenheira agrônoma no Estado. No primeiro ano, fui convidada para coordenar um programa chamado Banco da Terra e trabalhei com assentamentos e famílias da área rural. 
 

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins