Nº 1312 ano 2019
Data:

Geral Novos residentes


Centro de Saúde da Comunidade terá atendimento ampliado

São cinco médicos do Programa de Residência de Família e Comunidade e nove profissionais das áreas de Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Assistência Social, profissional de Educação Física, Nutrição e Farmácia que são residentes do Programa de Residência Multiprofissional de Família e Comunidade.

Por: Divulgação
Publicada em: 12/03/2019 17h44min
Atualizada em: 14/03/2019 20h32min
Foto: Divulgação
Os cinco médicos residentes terão como preceptora a médica Rafaela Rios, que também foi médica residente de Medicina de Família e Comunidade

O Centro de Saúde da Comunidade (CSC) Hermes Damaso, no Setor Sul, deu boas-vindas na manhã desta terça-feira, 12, aos novos residentes que agora atuarão na unidade. São cinco médicos do Programa de Residência de Família e Comunidade e nove profissionais das áreas de Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Assistência Social, profissional de Educação Física, Nutrição e Farmácia que são residentes do Programa de Residência Multiprofissional de Família e Comunidade.

A médica Isabella Ayres recém-formada pelo Instituto Presidente Antônio Carlos (Itpac) acredita que esse período de dois anos será de intenso aprendizado. “Eu espero ter essa convivência com a comunidade mais de perto, poder contribuir ao máximo com os meus conhecimentos e adquirir o conhecimento da comunidade que já conhece a vivência daqui. Sei que como médica recém-formada vou aprender muito com eles”, ressalta.  

Formado pela Universidade Federal do Maranhão, o médico Diego Noleto já atuou na Atenção Primária nos municípios de Divinópolis e Paraíso do Tocantins. “Minha expectativa é de trazer resolutividade, resolver pelo menos 80% dos problemas que aqui chegarem para evitar encaminhamentos desnecessários de modo que a população possa resolver seu problema na própria unidade de saúde”, afirmou Noleto que fez seu primeiro atendimento, tendo como pacientes a dona de casa Horaciane Pereira e seu filho recém-nascido, Kauã, de apenas um mês.  

Os cinco médicos residentes terão como preceptora a médica Rafaela Rios, que também foi médica residente de Medicina de Família e Comunidade e vê a especialização como oportunidade de formação dentro do Sistema Único de Saúde (SUS). “Aqui eles vão fazer atendimento à população, vão dividir as áreas, e a gente vai tentar aumentar o número de vagas no atendimento, assim como o acesso da população aos serviços. E a preceptoria é para auxiliá-los no atendimento para que a gente consiga resolver o máximo de problemas e não encaminhar os pacientes para as Unidades de Pronto Atendimentos (Upas) e hospitais”, explicou.  

Morador do Setor Sul, o corretor de imóveis Lourenço Felício acredita que a comunidade local terá muitos benefícios com a chegada dos novos médicos. “Vai melhorar e muito porque agora teremos vários médicos, era uma carência do setor, esses médicos vêm somar com a nossa comunidade”, destacou.  

“Eles vêm para contribuir com a ampliação dos serviços e a comunidade também recebe esses profissionais que estão dispostos a fazer o melhor por ela. E os profissionais que já atuam na unidade também os recebem com disposição para ajudá-los no que for preciso”, disse o coordenador do CSC Hermes Damaso, Irineu Santos. 

Ao todo dez CSCs estão recebendo médicos residentes: Arno 41, Arno 44, Loiane Moreno (Arse 24), Arse 82, Arso 101, Valéria Martins (Arse 122), Arse 131, Morada do Sol e Hermes Damaso. Os mesmos atuarão conjuntamente com os residentes multiprofissionais, sendo que enfermeiros e odontólogos atuam na Estratégia de Saúde da Família e os farmacêuticos, nutricionistas, profissionais de educação física, assistentes sociais, fisioterapeutas, psicólogos nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasfs).

Comentários

Deixe um comentário