Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1267 ano 2017
Data:

Política Encontro de Gestores


Governadores aprovam entrada do MA no Consórcio Brasil Central

Flávio Dino, governador do Maranhão, comemorou a entrada do seu Estado no bloco. “É uma honra fazer parte deste grupo que tem sido protagonista na defesa de interesses coletivos da região, com diálogo e união, respeitando as diferenças regionais e políticas ideológicas”.

Por: Redação
05/06/2017 12h:46min Atualizada em 21/06/2017 20h:15min
Foto: Aldemar Ribeiro
Dois outros pontos importantes que constaram, na pauta do evento, foram a apresentação do Projeto de Turismo Integrado para a região do Brasil Central e a discussão sobre a integração dos municípios dentro do Fórum

Por unanimidade, os governadores de Tocantins, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rondônia e representantes dos chefes do Executivo de Mato Grosso e do Distrito Federal aprovaram na sexta-feira, 2, durante Assembleia Geral realizada em Palmas, a entrada do estado do Maranhão como membro efetivo no Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (CBrC).

Presente na reunião do Fórum dos Governadores do Brasil Central, o governador do Maranhão, Flávio Dino, comemorou a entrada do seu Estado no bloco. “É uma honra fazer parte deste grupo que tem sido protagonista na defesa de interesses coletivos da região, com diálogo e união, respeitando as diferenças regionais e políticas  ideológicas”.

O Maranhão entra no Consórcio em um momento importante, no qual os estados-membros estão discutindo sobre a possibilidade de um mercado comum entre eles, por meio da unificação de alíquotas. Essa estratégia visa colocar fim à guerra fiscal existente entre as federações, que acaba sobretaxando a entrada de alguns produtos e serviços comercializados entre as federações. “Queremos fazer do Brasil Central uma espécie de Mercosul, com circulação de mercadorias e tarifas diferenciadas”, disse o presidente do CBrC e governador de Goiás, Marconi Perillo, fazendo uma alusão ao bloco econômico formado pelos governos de Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.

Conforme Marconi Perillo, já houve um levantamento referente às alíquotas dos principais produtos exportados pelos estados-membros do Consórcio. “Agora, estamos discutindo os parâmetros para formatação do Mercado Comum do Brasil Central. Também estamos defendendo um modelo de compras coletivas de medicamentos, o que vai gerar economia para os nossos estados”, contou.

Em relação à compra coletiva de medicamentos pelos estados que compõem o CBrC, o governador do Tocantins, Marcelo Miranda, explicou como essa medida seria colocada em prática. “Um exemplo: se falta dipirona, vamos nos unir para comprar o medicamento, todos na mesma época, por meio do Consórcio. Com isso, vamos economizar, pois conseguiremos negociar melhores preços com os laboratórios e a indústria farmacêutica”, assegurou.

Dois outros pontos importantes que constaram, na pauta do evento, foram a apresentação do Projeto de Turismo Integrado para a região do Brasil Central e a discussão sobre a integração dos municípios dentro do Fórum. “A ideia é divulgar o propósito de turismo da região por meio de publicidade e desenvolvendo rotas integradas, de forma a incentivar a venda de pacotes turísticos, envolvendo atrativos dos estados que compõem o fórum. O outro ponto que tenho me empenhado pessoalmente é no atendimento aos municípios. Queremos desenvolver projetos e ações que venham de encontro com as necessidades deles”, explicou o governador Marcelo Miranda.

Integração Nacional
O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, também esteve presente no Fórum de Governadores que ocorreu nesta sexta-feira, 2, em Palmas. Na ocasião, ele ministrou palestras sobre os financiamentos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) e o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).

Helder Barbalho elogiou a atuação do CBrC. “Essa iniciativa busca consolidar essa região e promove políticas públicas para o desenvolvimento do Brasil Central. Aqui, vejo que os estados se juntam para construir suas soluções e promover pautas em comum. Seguramente, estamos diante de um caminho que colaborará para o desenvolvimento do nosso país”, observou.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins