Nº 1305 ano 2019
Data:

Polícia Na capital


Investigações da Delegacia de Homicídios resultam na prisão de homicida

Clemilson Pedroza dos Santos, vulgo “Tchu”, de 23 anos é suspeito de praticar ao menos dois homicídios na Capital e foi capturado por policiais militares, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, quando se encontrava na região Sul de Palmas.

Por: Divulgação
Publicada em: 06/03/2019 15h40min
Atualizada em: 11/03/2019 20h45min
Foto: Divulgação
Clemilson é o principal suspeito de ter matado o deficiente físico Wallas Alves Borges, de 19 anos, em 8 de maio de 2018

Uma ação conjunta de combate à criminalidade realizada pelas Polícias Civil e Militar, por volta das 20h, desta sexta-feira (1º), em Palmas, resultou na prisão de Clemilson Pedroza dos Santos, vulgo “Tchu”, de 23 anos. Ele é suspeito de praticar ao menos dois homicídios na Capital e foi capturado por policiais militares, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, quando se encontrava na região Sul de Palmas.

Conforme o delegado Guido Camilo Ribeiro, titular da DHPP Palmas, Clemilson é o principal suspeito de ter matado o deficiente físico Wallas Alves Borges, de 19 anos, em 8 de maio de 2018. Na ocasião, o corpo de Wallas foi encontrado em uma região de mata, no Setor Santa Helena, já em estado de decomposição, sem os globos oculares e com várias perfurações provocadas por arma de fogo.

“Desde que o corpo do Wallas foi localizado, iniciamos as investigações visando a identificar o autor desse crime bárbaro, que chocou a população da região sul de Palmas, devido à crueldade empregada pelo autor e descobrimos que Tchu é matador ligado a uma facção criminosa que atua na Capital e que ele teria sido responsável pela prática do homicídio”, disse o delegado.

Além de Wallas, Clemilson também é suspeito de ter assassinado, na mesma ocasião, Jessie Ribeiro Ramalho, de 16 anos, cujo corpo havia sido encontrado dois dias antes do corpo de Wallas, também no Setor Santa Helena.

Após a identificação da autoria do crime, o delegado representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão do indivíduo, que foi deferida e cumprida nesta sexta-feira, 1°. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, Tchu foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Para a autoridade policial, a prisão de Clemilson representa um duro golpe na criminalidade, uma vez que se trata de indivíduo de altíssima periculosidade e responsável, em tese, por praticar homicídios com requintes de crueldade. O delegado também ressaltou a união entre as forças policiais e os demais poderes como fator preponderante para o sucesso das ações de combate ao crime, em Palmas.

"Esta prisão é o resultado da integração das forças policiais, cada uma dentro de suas atribuições, pois dessa maneira podemos efetivar mais ações como essa e que são muito importantes no combate ao crime”. E completou: "Há uma sinergia muito grande entre a Delegacia de Homicídios, o Ministério Público e o Poder Judiciário no combate aos crimes de homicídios na Capital".

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins