Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1258 ano 2017
Data:

Geral BRK Ambiental


Morador da região sul de Palmas reclama de conta de água que subiu 300%

Estranhando o aumento de 300% na fatura de água, morador de baixa renda relatou problema À BRK, mas empresa deixou o "pepino" para o cidadão resolver.

Por: Redação/Rafael Miranda
28/08/2017 9h:32min Atualizada em 01/09/2017 10h:29min
Foto: Divulgação
Conta de água do morador do setor Lago Sul veio R$ 240,00 no último mês.

Na sexta-feira, o senhor Gerson Almeida, 60 anos, morador antigo do setor Lago Sul, entrou novamente em contato com o jornal Primeira Página para relatar uma situação que está difícil de resolver. Ocorre que há mais de três meses seguidos a tarifa de agua e esgoto de sua residência disparou exponencialmente, saindo do valor de R$ 50,00, que era pago em média, para R$ 240,00, conforme registrado no último mês.

O morador chegou a conversar com o jornal Primeira Página no começo do mês passado informando a situação. Gerson contou que entrou em contato com o atendimento ao consumidor da BRK Ambiental, informando que haviam erros na medição de sua residência, e solicitando uma vistoria da empresa para checar o problema. 

Contudo, o morador informou que a BRK se negou a prestar auxilio, informando que ele mesmo devia contratar o serviço de encanador para checar se haviam vazamentos, e não prestou mais informações. “Na minha casa, moram eu, minha esposa e três filhos. Nosso consumo sempre foi o mesmo, não compramos nada que possa ter aumento o consumo, não há explicações para esse valor. Inclusive, fazemos parte da tarifa social, pois somos família de baixa renda.”

No primeiro contato do morador com o jornal, enviamos o seu questionamento a BRK Ambiental. A Empresa informou através de sua assessoria que iria entrar em contato com o Gerson Almeia a fim de dar instruções sobre como proceder em casos de alto valor da tarifa de agua. Mas o combinado não ocorreu.

Na ultima sexta-feira, 25, o morador entrou novamente em contato com o jornal Primeira Página e lamentou informando que o valor da conta subiu novamente, dessa vez indo para mais de R$ 240,00. 

Gerson explicou que não tem condições de pagar um serviço de encanador para apresentar um laudo à BRK Ambiental, e espera que a empresa assuma as responsabilidades da vistoria.

O jornal Primeira Página entrou em contato com a BRK Ambiental que respondeu através de nota.

“A BRK Ambiental esclarece que aumentos percebidos pelos moradores em suas faturas de água podem ter como causa diversos fatores. No caso específico, o morador foi orientado pela empresa a realizar uma vistoria interna em sua casa, em busca de vazamentos que possam justificar o aumento notado em seu consumo de água.

Caso essa vistoria aponte a existência de vazamentos ocultos que tenham gerado alta na fatura, um processo de renegociação da fatura de água pode ser feito. Como o morador é classificado dentro da categoria residencial, recebe o benefício da Tarifa Social que gera desconto de 69% sobre o valor dos serviços de água e esgoto.

 A concessionária lembra que essa vistoria interna é sempre de responsabilidade do morador e que, em todos os casos onde a leitura do mês atual supere em muito as leituras anteriores, entrega um aviso aos moradores alertando para a possibilidade de vazamentos.

Caso o cliente tenha dúvidas ou queira solicitar serviços oferecidos pela empresa, ele pode entrar em contato através do aplicativo BRK Ambiental, ou ainda através do site da empresa www.brkambiental.com.br/tocantins e também via telefone, ligando para o 0800 6440 195.”

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins