Nº 1286 ano 2018
Data:

Geral


Mutirão de cateterismo beneficia pacientes do TO e zera lista de espera

A ação foi promovida pela Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (Ses-TO) e realizada por equipes multiprofissionais qualificadas.

Por: Divulgação
Atualizada em: 12/04/2018 17h03min
Foto: Marcos Kalil / Sesau

O mutirão realizado no Hospital Geral de Palmas (HGP), no mês de março, pôs fim à fila de espera por procedimentos da hemodinâmica cardiovascular e possibilitou a realização de 102 cateterismos e 10 angioplastias. A ação foi promovida pela Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (Ses-TO) e realizada por equipes multiprofissionais qualificadas.

Em 2017, o setor de hemodinâmica realizou 1.372 procedimentos entre cateterismo e a angioplastia coronária, arteriografia e angioplastia endovascular, arteriografias cerebrais e outros. Neste ano, de janeiro a março, já foram realizados 477 procedimentos, dos quais 221 foram de cateterismo e 38 de angioplastia coronária. De acordo com a enfermeira responsável pela Hemodinâmica, Marcele Otoni, o mutirão de cateterismo cardíaco possibilitou zerar a lista de pacientes eletivos que aguardavam a realização dos procedimentos. “Graças ao empenho da equipe, a nossa meta de zerar a fila de pacientes que esperavam por um cateterismo no Estado foi alcançada”, afirmou.

Segundo Renata Duran, diretora adjunta do HGP, esse trabalho soma às diversas outras ações de fortalecimento da promoção da saúde do usuário determinadas pela Ses que no HGP se desenvolvem. “É mais um mutirão realizado no HGP e que vem fortalecer nossas ações em prol da assistência ao paciente - usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). Sabemos o quanto esta iniciativa é relevante para assistência aos pacientes que aguardam por procedimentos eletivos de cateterismo. O Hospital Geral de Palmas é referência para o atendimento no Tocantins e estados vizinhos, graças ao excelente trabalho realizado pela equipe da hemodinâmica. Reconhecemos o empenho de todos os envolvidos para que chegássemos a esse resultado que é não ter pendências de exames de paciente ambulatorial da hemodinâmica e cardiologia intervencionista”, concluiu.

O médico Andres Gustavo Sanchez, cardiologista, comemora com o Dr. Ibsen Trindade a conquista dizendo que o Tocantins é destaque nacional por não possuir pendências de exames nessa especialidade médica. “Não conheço nenhum estado, no País, tenha fila zero no SUS, para cateterismo e angioplastia coronária”, destacou.

Sobre o exame

“O cateterismo cardíaco é um procedimento que pode ser utilizado para diagnosticar ou tratar doenças cardíacas. Ele consiste na introdução de um cateter, que é um tubo flexível extremamente fino, na artéria do braço ou da perna do indivíduo, conduzido até o coração”, explica o médico Marcello Sena.

Beneficiados

Para o morador de Porto Nacional, José Arimateia Pereira, de 62 anos, o mutirão correspondeu à expectativa. “Eu estava esperando por este exame já fazia tempo, fiquei satisfeito, principalmente por ter sido muito rápido e sou grato à equipe multiprofissional que me atendeu”, declarou.

O açougueiro Aniceto Monteiro Dantas de 73 anos também passou pelo procedimento. “Foi rápido e recebi o atendimento espetacular da equipe de profissionais”, disse.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins