Nº 1312 ano 2019
Data:

Principal Show Beneficente


“Nós Por Elas” traz música e poesia nesse sábado; Evento busca fundos para revitalização da base da Patrulha Maria da Penha

Com diversas atrações artísticas, o “Nós Por Elas” irá ocorrer no Tendencies Rock, na quadra 104 sul, a partir das 16 horas, com ingressos no valor de R$ 20,00. Toda a verba arrecada será destinada a revitalização da base da Patrulha Maria da Penha.

Por: Redação/Rafael Miranda
Publicada em: 14/03/2019 19h08min
Atualizada em: 25/03/2019 18h06min
Foto: Divulgação
Tenente Flávia Roberta junto a viatura que realiza a Ronda Maria da Penha na região sul de Palmas

Acontece nesse sábado, 16, o show beneficente “Nós Por Elas”, organizado de maneira independente, com objetivo de arrecadar fundos para revitalização da base da Patrulha Maria da Penha, localizada no Jardim Aureny III. A referida base atua no sentido de garantir o cumprimento de medidas protetivas para mulheres vítimas de violência doméstica em Palmas.

Com diversas atrações artísticas, o “Nós Por Elas” irá ocorrer no Tendencies Rock, na quadra 104 sul, a partir das 16 horas, com ingressos no valor de R$ 20,00. Entre as atrações confirmadas estão: Barbarella, LuaOdara, Vera Canta o Que Quer e Marluzah, acompanhada pelos músicos Thiago Play e Marcelo Linhares, além de DJ’s e poetisas que irão se apresentar durante todo o evento.

O show beneficente está sendo organizado pela 1ª Tenente Flávia Roberta Pereira, da Policia Militar, responsável pelo comando da Base, juntamente com a policial civil, Patrícia Vasconcelos, que atua na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) e pela psicóloga Raphaella Pizani, que atende no Hospital Geral de Palmas.

A ideia de produzir o evento surgiu a partir da necessidade de revitalizar a base, contou a Tenente Flávia. “Percebemos a necessidade de deixar a base mais acolhedora, mais bonita visando o melhor atendimento possível à mulher vítima de violência doméstica que nos procurar”.

A policial civil Patrícia Vasconcelos destacou o alto número de atendimentos que ocorreram no estado ano passado. “Somente em 2018, foram realizados quase 3 mil atendimentos em todo o Tocantins, o que dá uma média de quase nove por dia. Aqui em Palmas, precisamos ampliar a estrutura da base, pois talvez essa seja a última alternativa que podemos oferecer como garantia desse direito a proteção”.

Patrulha

A implantação da Patrulha Maria da Penha (PMP) em Palmas foi levada ao Comando da Polícia Militar do Tocantins no ano passado, e desde então foram sendo realizadas ações para a implantação da PMP, entre elas, uma visita técnica à Ronda Maria da Penha na Bahia, pioneira nesse tipo de atendimento, ocorrida em agosto do ano passado.

Também foi realizado em novembro um curso nacional para implantação da Patrulha em Palmas, que visou habilitar multiplicadores e integrantes do sistema de segurança pública sobre os conhecimentos necessários para o enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher.

Desde de dezembro, com a assinatura de um Termo de Cooperação Técnica para implantação da Patrulha Maria da Penha, atendimentos regulares tem ocorrido na capital. A ronda realiza visitas frequentes em casas de mulheres vítimas de violência que tem medidas protetivas ativas contra seus agressores, assegurando desta forma que as ordens de restrição sejam cumpridas.

Comentários

Deixe um comentário