Nº 1295 ano 2018
Data:

Principal Fuga Barra da Grota


Polícia recaptura mais um detento que fugiu do presídio em Araguaína

Trata-se de Marcos Phablo Soares de Carvalho, 22 anos. Como outro reeducando se entregou no final da tarde desta quarta-feira, 03, agora são 17 foragidos.

Por: Divulgação
Publicada em: 04/10/2018 17h21min
Atualizada em: 09/10/2018 15h23min
Foto: Divulgação
Outros 17 presos continuam foragidos

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju), da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e da Polícia Militar (PM), informa que foi recapturado mais um reeducando que fugiu da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG), em Araguaína, na segunda-feira, 02. Trata-se de Marcos Phablo Soares de Carvalho, 22 anos.

Como outro reeducando se entregou no final da tarde desta quarta-feira, 03, agora são 17 foragidos. O comitê de crise esclarece que confirmadas foram nove mortes de reeducandos durante confronto com os policiais em uma região de mata próxima à unidade prisional, e não dez.

Na manhã desta quinta-feira, tanto os dois servidores estaduais que haviam sido feitos reféns pelo grupo de fugitivos como o reeducando Maurício Pereira da Silva, de 33 anos, que se entregou diretamente na UTPBG seguem internados no Hospital Regional de Araguaína (HRA), onde recebem atenção médica. Os dois servidores, a professora Elisângela Mendes Sobrinho, e o técnico em Defesa Social, Roberto da Silva Aires, devem deixar o hospital ainda na manhã de hoje.

Eles receberão atendimentos psicológicos por parte do Governo do Estado em suas residências, por meio da Diretoria de Direitos Humanos da Seciju. O reeducando Maurício também terá atendimento psicológico. Dois psicólogos da Seciju foram disponibilizados para prestar apoio às vítimas, ao reeducando e às famílias. De acordo com o psicólogo Douglas Hermann Souza, o atendimento, neste momento, visa o acolhimento e uma avaliação inicial do dano psicológico causado pelo trauma. Para ele, as vítimas passaram por situações de alto estresse e também de risco de vida. "Mesmo que a sensação inicial seja de alívio, o atendimento psicológico nesses casos é indispensável", disse. Após avaliação inicial e acolhimento, os atendidos serão encaminhados para atendimento específico, que auxiliará no tratamento do trauma.

Gabinete governamental

O gabinete governamental, instalado em Araguaína, será mantido até recaptura de todos os foragidos. A operação continua com o reforço de policiais militares, através das equipes do 2° Batalhão PM, do Batalhão Rodoviário (BPMRED) e da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE), bem como policiais civis, por meio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e tripulação armada, Grupo de Operações Táticas Especiais (Gote), Delegacia Especializada de Repressão a Narcóticos (Denarc) de Palmas e equipes da 1ª Delegacia Regional (Araguaína), além de agentes penitenciários do município e da Capital.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins