Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1258 ano 2017
Data:

Principal Política


Senadora Kátia Abreu reafirma que será candidatura a governo do TO

A parlamentar falou ainda em coletiva, sobre visita à China e possíveis investimentos dos chineses no Tocantins.

Por: Redação/Cyntia Miranda
11/09/2017 18h:05min Atualizada em 14/09/2017 9h:44min
Foto: Rosilda Pereira
Senadora Kátia Abreu fala sobre visita à China em coletiva de imprensa

A senadora Kátia Abreu do PMDB, realizou uma coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (11), em Palmas. Ela abordou assuntos como o objetivo de sua viagem para a China, as eleições 2018, a sua permanência no partido, além de outros assuntos relacionados ao Tocantins.

A parlamentar foi para a China a convite da Universidade de Pequim, para falar sobre o Matopiba, que seria a última fronteira agrícola do país, em um seminário sobre o Brasil. “Foi uma oportunidade maravilhosa. Eu fiquei muito orgulhosa, muito emocionada, porque nós fomos muito aplaudidos. As pessoas gostaram muito e nós falamos com riqueza de detalhes sobre a região”, declarou Kátia Abreu.

A visita ao outro lado do mundo rendeu mais que elogios à senadora. Kátia trouxe de lá propostas de investimentos para o Tocantins e um seminário que deverá acontecer entre o mês de janeiro e fevereiro do 2018, com data a definir. Apesar de não ser uma boa hora para fechar acordos intensos, de acordo com ela.

O Tocantins deve receber, através da ajuda do embaixador da China no Brasil, que estava na visita, investidores chineses. A previsão é que eles venham ainda este mês. Por conta do tempo seco, ela pretende apresentar vídeos que ilustrem como é a região no período chuvoso e eles vão conhecer a área de irrigação. Essa deve ser a primeira visita, com um grande fundo de investimento, chamado Four Sun, que está inclusive com a proposta de compra da JBS.

Seminário

O seminário deverá abordar diversos assunto e um deles, é a energia fotovoltaica, mais conhecida como energia solar.

“Eu pedi para eles que também em janeiro, a gente pudesse montar um seminário no Tocantins, provavelmente junto com esse da universidade, para podermos discutir energia fotovoltaica.  Eu gostaria de ter a convicção plena de que o Tocantins poderá ser um grande player de produção nacional de energia fotovoltaica e que nós possamos ter o maior parque do Brasil ou da América Latina no país”. A parlamentar comentou ainda que pretende lançar esse assunto no próximo ano como objetivo político.

Com isso, Kátia visa gerar renda para o Tocantins, com uma produção de energia importante. Além de baratear a energia do estado. Ressaltando ainda a insatisfação da população em pagar caro por uma energia produzida no Tocantins.

Ainda no seminário, a senadora pretende apresentar junto a uma empresa que conheceu em visita à China, um sistema de Cidades Inteligentes. Ele permite que da sala de situações, seja visto o trânsito da cidade; se pegar fogo em algum local, ele mostra a melhor rota para os bombeiros, qual o hospital mais próximo. O sistema mostra ainda o preço da energia da cidade, do bairro, do quarteirão, do prédio e do apartamento. Controlando assim, quem está consumindo mais energia, entre outros serviços. “Então eu quero, nesse seminário de janeiro, trazer essa empresa para que ela possa fazer uma bela demonstração. Ela vai trazer custos, benefícios, o gasto que pode ser feito, mas quanto vai economizar no futuro. Então eu fiquei bastante otimista com essas questões”, comentou.

A senadora demonstrou também, preocupação com a indústria do estado. Para exemplificar, citou o caso da exportação da soja e indústrias de aves. “A esmagadora de soja, localizada na estrada de Palmas para Porto Nacional, está parada, fechada, porque não conseguem comprar soja no Tocantins. A saída da soja inteira do estado está indo para a exportação e para a exportação não tem imposto. Portanto, o ganho é maior e a nossa indústria poderia ou deveria no mínimo, gerar 300 empregos. Nós não nascemos para ser estado pobre, miserável, vendedor de matéria prima. Não é a opção que o tocantinense fez. Do jeito que nós estamos fazendo, se caminhar desta forma, nós vamos ter problemas”.

Kátia Abreu questionou ainda. “Então qual é a estratégia que nós temos para industrializar o Tocantins? Porque essa estratégia, nós como parlamentares temos obrigação de ajudar”.

Eleições 2018

A senadora Kátia Abreu confirmou que é pré-candidata à governadora do Tocantins nas próximas eleições. "Eu só desisto da candidatura se Deus quiser ou se sair nas pesquisas que eu estou muito abaixo", declarou. Ela afirmou ainda que não pretende sair do PMDB e que "veio para ficar". Sobre as especulações a respeito de alianças políticas, a parlamentar declarou que não tem nenhuma com qualquer político até o momento e que a possibilidade de se aliar ao Marcelo Miranda não existe. 

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins