Nº 1283 ano 2018
Data:

Estado Projeto de lei complementar


Servidores de Araguaína podem ter reajuste no salário

Para este ano, a correção será de 2,84%. O valor respeita o acordo com sindicato, orçamento municipal e acompanha a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado nos últimos 12 meses.

Por: Divulgação
Atualizada em 08/05/2018 15h:01min
Foto: Marcos Filho Sandes
Se aprovada pelo legislativo, a lei entrará em vigor e terá efeito retroativo ao salário do mês de março, data base da categoria

A Prefeitura de Araguaína encaminhou à Câmara Municipal, na última sexta-feira, 4, o projeto de lei complementar que reajusta o salário dos servidores públicos municipais em 2018. Para este ano, a correção será de 2,84%. O valor respeita o acordo com sindicato, orçamento municipal e acompanha a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado nos últimos 12 meses.
 
Se aprovada pelo legislativo, a lei entrará em vigor e terá efeito retroativo ao salário do mês de março, data base da categoria. O piso salarial municipal será mantido em R$ 1.000, respeitando assim o princípio legal para que nenhum servidor receba remuneração inferior ao salário mínimo, bem como evitando distorções futuras.
 
A última folha mensal de pagamento, sem encargos, foi de R$ 13.424.082,49. Com o aumento, haverá adição estimada em R$ 513.986,37, indo para R$ 13.938.068,86. Nesse contexto, serão contemplados também servidores efetivos, comissionados, contratos temporários e agentes políticos. O documento foi enviado à Câmara junto ao pedido de urgência e relevância.
 
Gestão responsável
A gestão Ronaldo Dimas implantou uma política de valorização dos servidores públicos municipais, promovendo aumentos anuais de salário, evitando que haja acúmulo da inflação e mantendo o poder de compra dos servidores e buscando também manter o equilíbrio econômico do município.
 

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins