Nº 1294 ano 2018
Data:

Principal Economia


Tocantins é maior produtor de grãos da Região Norte do país

Os dados são do 5º Levantamento da Safra de Grãos 2017/2018, divulgado nesta quinta-feira (8) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Por: Divulgação
09/02/2018 16h49min
Foto: Divulgação
O destaque vai para a soja que deve representar 2,8 milhões de toneladas – um aumento de 1% em relação a safra anterior

O Tocantins continua como maior produtor de grãos da Região Norte, com destaque para a soja, que deve representar 2,8 milhões de toneladas – um aumento de 1% em relação a safra anterior. Espera-se que a área plantada fique em 992 mil hectares e produtividade de 2.877 kg/ha. Os dados são do 5º Levantamento da Safra de Grãos 2017/2018, divulgado nesta quinta-feira (8) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O bom resultado da cultura deve-se a uma melhoria do quadro climático em relação às últimas três safras, o que serviu de estímulo ao produtor local, que ampliou a área plantada em 4,4% em relação ao ano anterior. Na Região Norte, o plantio da soja foi iniciado em dezembro e a regularidade das chuvas deve permitir que a colheita inicie ainda em fevereiro.

Por sua vez, a cultura de milho no Tocantins deverá registrar um aumento de 17,2% na área cultivada para a primeira safra. O plantio está finalizado e a expectativa da produção chega a 252,3 mil toneladas. A produtividade deverá registrar 4.689 kg/ha – uma redução de 1,6% em relação à safra anterior – para uma área plantada de 53,8 mil ha. Na Região Norte, a perspectiva é de aumento de 3,9% na área plantada em relação à safra passada. Tocantins e Pará são os responsáveis pelo aumento de área.

Em relação à cultura do arroz, observa-se que a Região Norte é a segunda maior produtora nacional, e o Tocantins é responsável por mais de 50% desta produção. “A redução de 6% da área do arroz sequeiro foi compensada pelo aumento de 1,5% da área do arroz irrigado, que aumentou apesar dos baixíssimos níveis dos reservatórios hídricos”, explica o superintendente da Conab no Tocantins, Benedito Aguiar. “Mas a compensação veio em janeiro, quando registramos uma média pluvial elevada. Com isso, a expectativa é de chegarmos a uma produção de 662,9 mil toneladas”.

O feijão no Tocantins é cultivado principalmente por pequenos agricultores, com baixa mecanização, mas a colheita deve iniciada ainda neste mês. Em razão do clima favorável, as lavouras foram plantadas mais cedo com expectativa de alta produtividade. A safra deve ficar em 3,3 mil toneladas – um crescimento de 22,2% em relação à safra anterior, que chegou a 2,7 mil t. O estado conta com 3,3 mil hectares de área plantada e produtividade de 632 kg/ha.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins