Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1269 ano 2018
Data:

Principal


Três autores de homicídio são presos menos de 12h após crime

Os três são os principais suspeitos de ter matado o adolescente Adriano Vicente da Silva, de 16 anos, com aproximadamente 12 facadas pelas costas em uma festa de som automotivo, que acontecia em um Balneário da cidade de Ponte Alta do Bom Jesus.

Por: Divulgação
02/01/2018 16h:12min Atualizada em 03/01/2018 17h:35min
Foto: Divulgação
Testemunhas indicaram que os suspeitos passaram a ameaçar de morte a vítima

Uma ação integrada de combate à criminalidade realizada por policiais civis da Delegacia de Taguatinga e da 8ª Delegacia Regional de Dianópolis, na manhã deste domingo, 31, sob o comando do delegado Giordano Bruno Curado Camargo resultou na prisão de Edvanio Pereira dos Santos, 21 anos, Edson Pereira, vulgo “Manchina”, 39 anos e Jussivano Almeida da Silva, vulgo “Hominho”, de 26 anos.

Os três são os principais suspeitos de ter matado o adolescente Adriano Vicente da Silva, de 16 anos, com aproximadamente 12 facadas pelas costas em uma festa de som automotivo, que acontecia em um Balneário da cidade de Ponte Alta do Bom Jesus, na noite do último sábado, 30.

Conforme o delegado Giordano Bruno, por meio das investigações realizadas pela Polícia Civil, testemunhas indicaram que os suspeitos passaram a ameaçar de morte a vítima e outro jovem, depois que estes prestaram depoimento à Polícia Judiciária de Taguatinga na apuração referente a outro crime, o desaparecimento do também adolescente Bruno Henrique, fato ocorrido no dia 25/09/2017.

Diante disso, Manchinha e Hominho, que possuem diversas passagens pelo sistema prisional e são bastante temidos na região de Ponte Alta, supostamente pretendiam eliminar Adriano para assegurar a impunidade de outros crimes perpetrados. 

Apesar dos suspeitos não terem confessado a autoria do crime, há fortes indícios para manutenção da prisão, uma vez que houve muita contradição nos interrogatórios, aliado a isso, testemunhas disseram que Adriano foi vítima de uma emboscada, tendo em vista que o mesmo foi visto na companhia dos suspeitos minutos antes de ser assassinado.

Com informações contundentes, na manhã do dia seguinte, os investigadores encontraram o boné que a vítima utilizava durante a madrugada na ocasião em que foi morto, em posse de um dos suspeitos.

Diante dos fatos, os três indivíduos foram presos e conduzidos até a Central de Flagrantes de Dianópolis, onde foram interrogados e autuados em flagrante por homicídio triplamente qualificado. Após os procedimentos legais cabíveis, Edson, Jussivano e Edivanio forma recolhidos à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Dianópolis, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins