Clique aqui e leia a versão digital
Nº 1269 ano 2018
Data:

Política Câmara Municipal de Palmas


Vereadores aguardam convocação para votar últimas pautas do ano

A sessão extraordinária teria sido adiada para essa quarta-feira, 20, mas ainda não ocorreu. Os vereadores aguardam uma nova convocação de Folha com data e horário para votar.

Por: Divulgação
20/12/2017 15h:50min Atualizada em 21/12/2017 15h:17min
Foto: Divulgação
A sessão extraordinária teria sido adiada para essa quarta-feira (20), mas ainda não ocorreu

A Câmara Municipal de Palmas possui pautas pendentes para votação antes do término do ano. Apesar de a agenda legislativa ter encerrado na última semana, quinta-feira, 14, a última sessão ordinária do ano, os parlamentares estão de sobreaviso para votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e outras matérias.

O presidente, Folha (PSD), chegou a convocar sessão extraordinária para a última sexta-feira, 15, mas após a visita do subprefeito Adir Gentil, cancelou a sessão, mesmo havendo o número suficiente de vereadores para acontecer. A sessão extraordinária teria sido adiada para essa quarta-feira, 20, mas ainda não ocorreu. Os vereadores aguardam uma nova convocação de Folha com data e horário para votar.

Para o vereador professor Júnior Geo (PROS), mesmo com os compromissos familiares de fim de ano, todos os colegas estão aguardando para votar e discutir o que for necessário. “Essas leis de importância e urgência para o nosso município, com o tempo devido de apreciação, estão com todos os trâmites prontos para votarmos de acordo com o que beneficie a sociedade e não o interesse de poucos. Aguardamos a organização para deliberarmos”, afirma.

LDO

A LDO é uma das matérias que tem a necessidade de ser apreciada pelos parlamentares, mas não foi colocada em pauta na última sessão extraordinária pelo presidente e a convocação para que votem as matérias depende exclusivamente dele, conforme o Regimento Interno da Casa de Leis.

Redução da base governista

O atrasar das pautas pelo presidente da Câmara, e membro da base aliada do prefeito, se deu após a saída de um dos integrantes da base para a oposição. Agora são nove na base governista e 10 na oposição, diminuindo o poder de voto do Executivo na Casa de Leis. 

Comentários

Deixe um comentário

Palmas - Tocantins